4 Princípios da espiritualidade

Encontrei estes princípios da espiritualidade em 2012 numa altura da vida em que cada uma delas fez todo o sentido.

Apesar da origem desse texto não ser clara (pois tem quem defenda que ele é Hindu, e tem quem defenda que é Budista), esse texto deriva certamente da cultura oriental devido às referências que faz às verdades absolutas da vida.

Cada princípio é profundo mas sujeito a discussão e às mais variadas interpretações. Eu acredito que para entender integralmente cada um deles, não basta conhecê-los, mas sim vive-los. Apenas nessa altura farão todo o sentido, e você irá entender um pouco melhor a vida.

 

Os 4 princípios da espiritualidade

“A pessoa que vem é a pessoa certa”
Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo connosco, têm algo para nos fazer aprender e evoluir em cada situação.

“Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido”
Nada, nada absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” Ou “aconteceu que um outro …”. Não. O que aconteceu foi tudo o que deveria ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem nas nossas vidas são perfeitas.

“Toda vez que iniciares algo é o momento certo”
Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo nas nossas vidas, é que as coisas acontecem.

“Quando algo termina, termina”
Simplesmente assim. Se algo acabou nas nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e enriquecer-se com a experiência.

 

Não é por acaso que estamos lendo este texto agora. Se ele veio à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhum floco de neve cai no lugar errado!


Se gostou desse artigo, por favor partilhe nas mídias sociais e deixe seu comentário abaixo.

 


Gostou desse artigo? Por favor partilhe! :)